Vendas Disparadas

Busca por Álcool Gel Dispara Vendas de Produto de Limpeza

Abril

A disseminação da gripe A provocou mudança de planos nas companhias e afetou setores como o turismo e o farmacêutico.

Por Alexandre de Santi

Em 15 dias, empresa vendeu trÍs vezes mais que 2008 inteiro

A disseminação da gripe suína elevou, e muito, a procura por álcool gel. Tanto na versão cosmética quanto do produto de limpeza, que não é produzido especificamente para higiene das mãos. Só nas primeiras duas semanas de agosto, foram vendidos três vezes mais Veja álcool gel do que em todo o ano passado, calcula Fernanda Belfort, gerente de Marketing da Reckitt Beckinser, fabricante do produto.

Ela conta que os pedidos continuam subindo e está sendo desafiador suprir a necessidade do mercado. No entanto, não deve faltar produto por enquanto como ocorreu com o álcool gel da área de cosmético, a primeira opção dos consumidores para assepsia das mãos.

A sócia-proprietária da Doctor Clean, Fabiana Tichauer, conta que houve uma alta repentina de 300% na demanda da mercadoria e a empresa, uma das maiores produtoras desse item, foi pega de surpresa. “Ainda existe uma certa dificuldade em atender todo mundo. Temos que pedir prazos maiores e estamos fazendo força para aumentar o volume de produção”, explica ela. Além do varejo, como redes de farmácia, as escolas se tornaram um novo mercado para a companhia.

Cosmético vs Produto de Limpeza

O álcool gel feito como produto de limpeza não é testado dermatologicamente, por isso mesmo a Reckitt Benckinser não recomenda o uso dele nas mãos, além de não ser regulamentado para esse fim. “Ele é feito para limpeza de superfícies”, explica a gerente de marketing da empresa.

No entanto, a diretora da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Claudia Maia, afirmou que, dependendo da composição, ele não é prejudicial à pele. “A fórmula precisa ter 70% de álcool para ser eficaz”, esclarece.

Fabiana, da Doctor Clean, complementa que, se a concentração da substância na composição do gel for maior que 70%, o produto poderia se tornar muito volátil e não daria tempo para agir sobre os germes, vírus e bactérias. Além de ser ainda mais inflamável.

Ela explica também que o gel antisséptico para uso pessoal produzido pela empresa se preocupa com a hidratação da pele, grande diferencial sobre o outro tipo, específico para limpeza de objetos.

Expectativas

Mesmo sabendo que a gripe suína deve se estabilizar e existe a probabilidade de o mercado de álcool gel desaquecer em comparação com o cenário atual, tanto Fabiana quanto Fernanda esperam que haja uma mudança no comportamento da população daqui para frente.

“A cultura do uso do produto não existia. Pode ser iniciado um novo hábito de higiene, independente de qualquer surto de doença”, opinou Fabiana.

canada goose pas cher, moncler soldes, moncler pas cher, barbour pas cher, parajumpers pas cher,