A Gripe A e o Mercado

Gripe A e a Explosão de um Mercado Voltado para Atacá-la

Somos Biografia

O surto de gripe A (H1N1) provocou uma corrida por alguns produtos que seriam fundamentais para conter a doença. Nas farmácias era difícil encontrar, sobretudo no início do problema, máscaras e antigripais em geral. O tamiflu, produzido pela Roche, ficou famoso como o mais eficaz para a nova gripe. O governo, inclusive, optou por proibir as vendas, comprando todos os estoques do medicamento e distribuindo-o quando o caso de gripe fosse confirmado. Tudo a fim de evitar uma possível falta do remédio no mercado, já que a demanda estava alta demais e o medo de que pessoas saudáveis resolvessem garantir o seu tamiflu em casa era grande.

Outro produto que virou febre por causa da influenza A foi o álcool em gel. Muitas vezes os produtos chegavam aos supermercados e farmácias e em poucas horas eram vendidos por completo!

Tudo isso nos fez pensar em como as indústrias relacionadas a esses produtos tão buscados durante determinados períodos fazem para conter uma demanda tão alta quanto urgente. Os empresários por trás desses produtos devem estar ligados para manter qualidade e quantidade, e são obrigados, muitas vezes, a mexer na equipe e na estrutura da empresa. Acima de tudo, têm de agir rápido.

Conversamos com uma dessas empreendedoras que passou por esse boom no primeiro semestre.

A engenheira química Fabiana Tichauer criou a Doctor Clean junto com o marido, o também engenheiro químico Walter Tichauer, no início da década de 90. Ambos investiram na expansão do negócio que respondia bem nos últimos anos, mas que em 2009 passou por um tremendo desafio: um crescimento de 300% em três meses! Como eles reagiram? É o que você confere agora:

Fabiana Tichauer

Somos Biografia: Quanto a empresa cresce anualmente?

Fabiana Tichauer: A Doctor Clean vinha crescendo 50% ao ano, nos dois últimos anos, porém este crescimento saltou para 300% nos três últimos meses, com o advento da pandemia da gripe suína.

Somos Biografia: Quais foram as estratégias usadas por vocês para conseguir atender a essa demanda cinco vezes maior?

Fabiana Tichauer: Aumentamos nossa equipe de atendimento interno, contratamos novos fornecedores, aumentamos os turnos e terceirizamos parte da produção.

Somos Biografia: Depois de tamanho boom, qual o caminho para progredir mais ainda em vendas?

Fabiana Tichauer: Após a pandemia, sabemos que o volume de pedidos diminuirá, mas acreditamos que ainda assim permanecerá em níveis maiores do que os praticados anteriormente. Nosso foco é agora e será no futuro pela qualidade do produto e do atendimento para a fidelização da marca.

Somos Biografia: O que aconselha a empresas que, de repente, se pegam em meio a alguma demanda urgente como aconteceu agora com vocês?

Fabiana Tichauer: Se estruturar para atender da melhor forma possível à demanda, embora nem sempre isso seja fácil. O volume de pedidos em todos os segmentos envolvidos com a pandemia da gripe suína foi muito além do esperado para todas as empresas. Creio que o importante é formar uma boa base de relacionamento antes da demanda, construir uma história sólida com produtos de qualidade e atenção no atendimento, para que os clientes tenham a empresa como referência em seu segmento.

Somos Biografia: Você acredita que foi um desafio para a sua empresa?

Fabiana Tichauer: Sem dúvida está sendo um grande desafio. Existe uma cadeia de processos inerentes a este crescimento que requer muito trabalho e atenção. Dentre outros desafios que passei creio que outro importante foi o corte de crédito do governo em um momento em que me estruturava justamente para expandir a produção e otimizar processos.

Somos Biografia: Acredita que passar por momentos como esse de maneira satisfatória (ou seja, atendendo à alta demanda sem prejudicar a qualidade do produto) é algo decisivo para o sucesso da empresa?

Fabiana Tichauer: Com certeza. O foco é a qualidade que se tem antes e que deve permanecer neste período. Este é o nosso princípio e certamente o nosso diferencial para manter o relacionamento com os clientes antigos e permanecer com os novos que surgirem.

Somos Biografia: Como você vê os hábitos dos brasileiros em relação a aspectos de higiene pessoal? Será que daqui para frente, o uso do álcool em gel, tão comum no exterior, vai se tornar usual aqui também, com ou sem gripe suína?

Fabiana Tichauer: Creio que sim. Ainda que a demanda diminua, parte do conceito, da cultura acerca da necessidade de higienização permanecerá. Trabalhamos anos disseminando esta cultura, inicialmente para profissionais da saúde, e há oito anos para o varejo. Creio que agora será mais fácil expandir essa comunicação para a população, mesmo com o fim da gripe, que esperamos que se resolva logo.

Somos Biografia: Por que e quando decidiu empreender justamente em álcool em gel? Pretende ampliar o negócio de alguma forma em um futuro breve? Quais são as próximas perspectivas para a Doctor Clean?

Fabiana Tichauer: A história é longa: há dezessete anos, eu e meu atual sócio, então recém formados em engenharia química, decidimos fabricar sabonetes líquidos hidratantes. Descobrimos o nicho de mercado odontológico carente de sabonetes líquidos, que além de hidratantes precisavam ser antisséptico. Conseguimos desenvolver a fórmula e lançamos a linha de sabonetes cremosos Doctor Clean focada no segmento profissional, hospitais, clínicas odontológicas, que são mercados com cultura arraigada da antissepsia das mãos. A linha de géis veio alguns anos depois, como um produto muito prático para ser usado em substituição à lavagem das mãos em momentos em que não temos sujidade visível nas mesmas. O gel é um forte aliado no combate à contaminação cruzada dentro dos consultórios e à infecção hospitalar. A partir de 2001, em uma atitude pioneira, decidimos ampliar as vendas para o varejo, oferecendo nossos produtos para o público comum, com o foco no cuidado cotidiano com a saúde. Para o futuro, pretendemos reinvestir na capacidade de produção, ampliando os canais de vendas dentro do próprio varejo. Ainda há muito consumidor a atingir.

Somos Biografia: O que você considera essencial para um empreendedor ter sucesso no Brasil? Está satisfeita como empreendedora?

Fabiana Tichauer: Em primeiro lugar você precisa ser apaixonada pelo que faz, ter um sonho e acreditar que é possível realizá-lo. A persistência também é fundamental, pois os obstáculos são muitos. Um outro fator fundamental para o sucesso, e que atesto pela minha experiência, é ter muitos relacionamentos. Tive muita ajuda de profissionais de várias áreas, amigos e indicados e sou eternamente grata por isso. Fico muito satisfeita em ver tudo que construímos e conquistamos, mas tenho consciência que estamos apenas na metade do caminho. Ainda tem muito a ser feito. Uma outra coisa que me move muito é saber que estou colaborando com o bem estar das pessoas. Ainda quero desenvolver muitos produtos para isso! Enfim, queremos crescer muito e poder dividir a nossa gratidão em projetos de âmbito social. Desta forma estarei plenamente realizada.

canada goose pas cher, moncler soldes, moncler pas cher, barbour pas cher, parajumpers pas cher,