Balanço de 2009 e perspectivas para 2010

Depois do boom de vendas do álcool gel, provocado pela pandemia da gripe A no Brasil, a líder de varejo prepara-se para 2010.

A pandemia do vírus Influenza A - H1N1 - no inverno deste ano gerou grandes mudanças no comportamento de consumo do álcool gel no Brasil, produto então recomendado pelas autoridades de saúde como um importante preventivo com a gripe. A Doctor Clean, que há 17 anos vem trabalhando para a cultura do produto para o consumidor final, foi surpreendida com uma grande demanda, fazendo com que seu crescimento, que antes era computado na média de 50% ao ano, saltasse para mais de 300% em três meses.

“Apesar de bem estruturados, tivemos um pouco de dificuldade em atender a todo o mercado, mesmo tendo triplicado o volume de nossa produção. Mas esta não foi uma situação isolada nossa. Todo o segmento sentiu o impacto da nova gripe”, explica a engenheira química e sócia diretora da Doctor Clean, Fabiana Tichauer.

A empresária explica que a experiência acabou se transformando num rico aprendizado. “Coordenar todas as demandas internas e externas que o consumo gerou com questões que envolviam uma grande cadeia produtiva, de fornecedores, matérias primas, colaboradores e novos clientes, foi um desafio e uma verdadeira escola para toda a nossa equipe”, declara.

Apesar de grande parte de a população ter assimilado a prática de higienização das mãos de uma forma mais constante, as vendas no Brasil diminuíram bastante, sobretudo a partir da primavera, quando a temperatura aumentou e os casos de gripe diminuíram expressivamente. Aliado a isso, a mídia naturalmente já não repercute o assunto e o varejo encontra-se com estoque abastecido.

Agora a gripe A avança nos países do Hemisfério Norte, onde também há um aumento expressivo de consumo do álcool gel, mas não na proporção encontrada no Brasil. O motivo? “Americanos e europeus já usam o álcool gel em suas rotinas de higiene há muito tempo, por reconhecerem a praticidade do produto como preventivo de uma série de doenças. Mas acreditamos que será questão de tempo para que os brasileiros se tornem consumidores mais conscientes e consistentes e não apenas sazonais.”, relembra Fabiana.

Consolidação da marca

Para 2010, cujas previsões de especialistas dão conta de nova pandemia a partir do segundo trimestre do ano, a Doctor Clean já tem estruturado um plano de contingência em que conta com grande margem de estoque de matéria prima e de produtos e parcerias com fornecedores já testados e aprovados. A empresa também estuda investir em novas instalações fabris.

Buscando maior valorização da marca, o foco da empresa é atender todo o mercado, mantendo sempre a qualidade que a distinguiu. “A grande demanda de 2009 deu oportunidade a marcas menores e até com qualidade questionável ingressarem no mercado. Sabemos que baixado a procura maior pelo produto, os varejistas se voltam para os seus fornecedores de confiança e não podemos deixar de atender àqueles que sempre nos foram fiéis e aos novos que passaram a valorizar os nossos produtos”, finaliza Fabiana.

Além do lançamento de novas versões do produto, a Doctor também investirá em ações educacionais voltadas ao consumidor final, especialmente o público infantil, a fim de arraigar a cultura da higienização. Assim, estão previstas palestras em escolas e creches, assim como distribuição de produtos e folhetos informativos.

Recentemente, a empresa começou a divulgar suas ações e notícias de saúde e higienização das mãos em redes sociais, criando um blog(link) e twitter(Link) próprios, para se aproximar ainda mais do consumidor final.

“O objetivo de nossas ações é esclarecer que a boa higiene das mãos não é importante apenas para combater o vírus Influenza A, mas também outras doenças contagiosas, como a conjuntivite e a diarréia, que têm as mãos como principal órgão transmissor”.

Em todas as comunicações da Doctor Clean as recomendações são para lavar as mãos com água e sabão sempre que o indivíduo tiver contato com situações de contaminação por vírus e bactérias e, quando não for possível, utilizar o álcool em gel, de acordo com as diretrizes dos principais órgãos de saúde, como a Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Brasil, sobretudo o Ministério da Saúde.

Sobre a Doctor Clean

A linha de tratamento e antissepsia das mãos Doctor Clean foi criada em 1995, focada no atendimento aos serviços de saúde, especialmente hospitais e clínicas médicas e odontológicas, entre os quais se consolidou pela qualidade de seus produtos. Em 2001, após anos de respaldo profissional, a empresa ampliou suas atividades inserindo o álcool gel de forma pioneira no varejo, no qual ocupa posição de liderança, fornecendo para os principais pontos de venda do Brasil.

Desde o inicio de suas operações a Doctor Clean desenvolve trabalhos para formação da cultura de hábito da antissepsia das mãos para a prevenção de doenças.

canada goose pas cher, moncler soldes, moncler pas cher, barbour pas cher, parajumpers pas cher,